Pactum

As paralisações dos fiscais

13 de junho de 2017

As constantes paralisações e operações padrão dos fiscais aduaneiros vêm transferindo acumulados prejuízos no embarque e desembarque de mercadorias. Isso porque, nesse tipo de situação, as mercadorias acabam caindo no canal vermelho. Somente em 2016 foram mais de 120 dias de protestos e estimativas apontam que no ano de 2016, o atraso no embarque ou desembarque gerou uma perda de R$ 30 bilhões, aos cofre públicos.

O prejuízo é grande para as empresas importadoras, pois as matérias-primas e insumos importados não chegam às fábricas e consequentemente há uma redução brusca na produção. Já as empresas exportadoras levam mais tempo para faturar se a mercadoria atrasa no embarque, comenta Vinicius Schiavon, da Pactum Consultoria Empresarial. Para ele, a alternativa adotada pelas exportadoras ou importadoras é garantir instrumentos legais que permitam o desembaraço das mercadorias, mas sem garantia de sucesso.

Comentários

Até agora não foi feito nenhum comentário, seja o primeiro!

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta pergunta é para o teste se você é um visitante humano e para impedir envios automatizados de Spam.
Image CAPTCHA
Enter the characters shown in the image.

e-Pactum    

Twitter RSS

A Pactum conta com mais um canal de comunicação. O e-Pactum. Blog que permite interação ainda maior entre nossos colaboradores, clientes e visitantes do site. Participe, deixe seu comentário. Contribua, participe desta seleta comunidade.

Drupal SEO