Pactum

No Olho do Furacão

29 de setembro de 2017

O Hemisfério Norte tem sofrido com as consequências de três eventos naturais de grande força devastadora, algo que não se verificava desde 2010. Os furacões Irma, José e Maria atacaram quase ao mesmo tempo e desestabilizaram severamente a vida daquelas comunidades.

Abaixo do Equador, a natureza é mais gentil conosco, mas os agentes desestabilizadores também atendem por nomes próprios como Michel, Gilmar, Jorge...

Vivenciamos um período prolongado de baixa atividade econômica e, como os custos se mantiveram estáveis ou mesmo cresceram no período, acabamos assumindo dívidas. Em alguma medida, precisamos atrasar impostos além de irmos aos bancos.

Se fôssemos um empresário do agronegócio então, seria preciso acrescentar ao tempestuoso cenário o "furacão" do Funrural, categoria 4 mesmo na escala brasileira de medição de desastres tributários, legislativos, políticos e empresariais.

Um empresário correto e desejoso de regularizar a situação perante o Fisco escuta em todos veículos de comunicação acerca da existência de um novo Refis (na verdade Pert) e até mesmo de um Refis para dívidas de Funrural (nomeado PRR).

O prazo fatal para adesão a ambos os parcelamentos é hoje, sexta-feira.

Mas que caminho escolher? Quarta-feira, o Legislativo votou e aprovou reduções maiores para juros e multa, em alguns casos. Tais regras ainda não entraram em vigor, e talvez sequer venham a ver a luz do dia.

Aderir agora, com base em critério que amanhã pode se mostrar menos vantajoso?

No que diz respeito a dívidas de Funrural, atentemos para o fato de que a decisão do STF foi publicada somente na quarta-feira (27/08). Tal qual um furacão que chega sem avisar, pegando a todos os empresários do agronegócio despreparados para seus ventos acima de 200 km/h.

O programa Pert já teve por duas vezes o prazo alterado e as condições de parcelamentos continuam sendo alteradas, mesmo com o fim do prazo legal. Uma nova tempestade é fabricada a cada rodada de negociação entre Legislativo e Executivo.

E nossas empresas e empresários estão sempre no olho do furacão.

 

 

Artigo veiculado no jornal Zero Hora em 29/09/2017.
https://gauchazh.clicrbs.com.br/opiniao/noticia/2017/09/vinicius-ochoa-piazzeta-no-olho-do-furacao-cj8515zbk001001o3e1x36d6j.html

Comentários

Até agora não foi feito nenhum comentário, seja o primeiro!

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta pergunta é para o teste se você é um visitante humano e para impedir envios automatizados de Spam.
Image CAPTCHA
Enter the characters shown in the image.

Drupal SEO