Pactum

Modelo de negócio deve ser avaliado com frequência

31 de março de 2014

Diante da diversidade de fatores que influenciam diretamente na definição da carga tributária de cada organização, as empresas devem reavaliar constantemente seu modelo de negócio, tendo em vista que, dependendo da estrutura societária, do processo de produção, da sua localização e da localização de fornecedores e clientes, o custo dos tributos pagos pode ser menor ou maior.

 
Gilson Rasador ressalta que “a empresa deve, além de se preocupar com a qualidade dos produtos e serviços e com a satisfação dos clientes, estar atenta à melhor forma de produzir, à escolhacerta de fornecedores, à melhor localização, à verticalização ou não da produção, pois todos esses fatores podem influenciar positiva ou negativamente na carga tributária e, como consequência, na competitividade e na lucratividade”, defende.

 
Além desses pontos estratégicos, a empresa deve cuidar também do correto tratamento tributário aplicável a cada um dos seus produtos e serviços, de modo a gozar de todos os benefícios fiscais eventualmente concedidos.

 
As alíquotas diferenciadas para o ICMS nas operações com produtos importados, com mercadorias oriundas ou destinadas às regiões norte, nordeste e centro-oeste e os incentivos fiscais concedidos por uns ou outros estados, podem acarretar, por exemplo, ganhos ou perdas significativas nas operações, razão pela qual merecem especial atenção dos empresários.

 
Já para Gilson Faust, Superintendente Nacional de Negócios e Relacionamento da Pactum, uma forma de melhorar a lucratividade da empresa, sob o ponto de vista tributário, é organizar-se preventivamente de modo a otimizar o pagamento dos impostos. Especialmente em se tratando de novos projetos de investimentos, impõem--se a prévia análise dos diversos cenários tributários que se podem descortinar em decorrência.

 
De acordo com Faust, outra estratégia empresarial é entender como a complexidade do sistema tributário pode ser utilizada a favor da sua empresa, servindo de ferramenta de diferenciação em relação ao concorrente que não se dedique com a mesma intensidade na compreensão das diversas alternativas proporcionadas pelo modelo vigente. “Resta ao empresário buscar o modelo que assegure a maior eficiência tributária para reger o seu negócio e enfrentar o enorme custo imposto pelas regras atuais, extraindo as alternativas mais adequadas do complexo modelo” avalia.

 
O movimento arrecadatório do fisco brasileiro cria, conforme os técnicos, um sistema tributário complexo e oneroso. Mas, ao mesmo tempo em que a complexidade tributária é um componente  que gera ônus à sociedade, em especial às empresas, essa pode ser uma alternativa para a estruturação dos negócios, buscando modelos de organização empresarial que redundem em menor carga tributária.
 
Leia mais:
Desafios tributários estimulam o planejamento nas empresas

Comentários

Até agora não foi feito nenhum comentário, seja o primeiro!

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta pergunta é para o teste se você é um visitante humano e para impedir envios automatizados de Spam.
Image CAPTCHA
Enter the characters shown in the image.

Drupal SEO