Pactum

Mapeamento Fiscal: benefícios de uma metodologia dinâmica

19 de junho de 2015

A intensidade da competição empresarial sempre levou a gestão das empresas a serem ágeis na adaptação às mudanças de comportamento de seus concorrentes, bem como das regras e legislações incidentes. Contudo, a eleição de prioridades também sempre foi medida que se impunha, tomando-se a inviabilidade do acompanhamento da inconstância legislativa no Brasil.

Todos as significativas influências fiscais e tributárias ao modelo de negócio adotado pela empresa podem ser diagnosticadas e a eficiência das operações, reavaliadas. A atualização das práticas e procedimentos de revisão constante do nível de eficiência fiscal contribui com a gestão do negócio, tanto para escolha de oportunidades empresariais mais adequadas como para ratificar o modelo adotado.

A aplicação do Mapeamento Fiscal aos nossos clientes contribui ainda para formação dessa cultura organizacional de adaptação rápida às constantes mudanças, muitas vezes através da sugestão de criação de um comitê dedicado a isto, em outras através da participação de um profissional em órgãos similares já estabelecidos. 

Como resultado final do Mapeamento Fiscal, é possível extrair valor das informações gerenciais criadas. Muitas vezes apontamos créditos fiscais não aproveitados, outras tantas conseguimos extrair oportunidades como a reconfiguração da logística para ganhar eficiência em ICMS. Mas o ponto máximo de nossos projetos de Mapeamento Fiscal acontece quando conseguimos construir, junto com o cliente, uma solução em nível estratégico, que colabore para o crescimento sustentável e a perenização da organização. 

Este foi o caso em uma empresa do agronegócio, por exemplo, que durante muito tempo acreditava ser meramente uma empresa de comércio quando, na verdade, sua operação podia ser encarada como de agroindústria. Tal mudança de olhar parece  simples, mas trouxe resultados muito além da geração de economia fiscal segura e da promoção do crescimento da organização, sem contar a mitigação de riscos de questionamentos fiscais futuros.

No desenvolvimento do trabalho, é comum a avaliação de cenários viáveis de adoção, conforme cada tipo de negócio, sendo possível ainda orientação acerca de fusões, cisões, mudança de regimes tributários, em procedimentos permitidos pelo sistema brasileiro, não apenas fiscal-tributário, como também societário e jurídico.

O Mapeamento Fiscal não se restringe, portanto, a indicações de medidas administrativas e/ou operacionais. Da mesma forma, a ferramenta não tem uma fórmula a ser seguida, sua metodologia respeita as peculiaridades de cada entidade analisada, além do contexto econômico e mercadológico em que estão inseridas para a obtenção dos melhores resultados.

Comentários

Até agora não foi feito nenhum comentário, seja o primeiro!

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta pergunta é para o teste se você é um visitante humano e para impedir envios automatizados de Spam.
Image CAPTCHA
Enter the characters shown in the image.

Drupal SEO